Archive for janeiro \14\UTC 2007

…novo sentido à vida!
janeiro 14, 2007

um abraço apertado, um carinho
um olhar intenso que mexia com o coração e despertava um sentimento até então guardado
mãos suadas, voz trêmula, arrepio
o coração batia forte e o calor do corpo aumentava a anciedade
palavras difíceis de serem ditas
mas uma lágrima que ao mesmo tempo corria no rosto, te dava coragem
risadas completavam a cena, e tentava acalmar aquele lábio estático
aquela boca muda
até que o coração falou mais alto
as mãos começaram a suar e olhando dentro dos olhos diz:

EU TE AMO!

mundo que desaba
desaba em flores naquele pequeno lugar que se tornou o maior dos jardins
naquele cheiro de chuva que se fez o mais suave perfume
naquele calor que se formou pelo mais aconxegante abraço
abraço que apertava a carne
que escondia sua emoção
percebida pelos rostos molhados de choro
molhadas de felicidade
de esperança e de um momento único
formado apenas pelos dois

em 10 minutos
o mundo ja não existia mais
as borboletas saíam do estômago e nos levava até a nuvem mais resistente
capaz de suportar o peso de todo aquele momento que criou uma nova vida
e nos fez ver o mundo de outro ângulo
com um novo olhar
este era então, o começo do mundo deles

…a vida deles!

…o que era pra ser ontem esta sendo hoje!
janeiro 9, 2007

então eu dançava
um olhar distante voltava pra minha direção
sem perceber que aquilo tudo era a felicidade que viveria hoje
deixou passar sem perceber
Depois de uma breve história
que não teve um final como esperado, mas nem por issu infeliz
parece ter sido do destino
destino que preparava aquele Tigre que, perdido n floresta
sentia sozinho
mas se tornou famoso
fez amigos!
com nome de ursinho infatil que gostava de mel
o doce do seu olhar acabou conquistando e
sem nem pedir licença
ja chegou botando ordens:

– ordem no corção pra voltar a bater
– ordem nas lembranças pra nunca deixarem de ser constante
– ordem no olhar, onde tudo que era feio se torna bonito
tudo que era bunito se torna perfeito
e o que ele chama de perfeito ja virou um filme indie!

Depois conto o começo do filme, porque agora só ficou na lembrança a ultima cena
onde um forte abraço debaixo daquela bela árvore diante de um sol se pondo
faziam das formas, contorno
do contorno uma historia
da historia uma cor
a cor era o vermelho do sol caindo no mar…

vermelho lembra o q mesmo?

Eu ja abracei o ursinho PuhF!