Archive for setembro \29\UTC 2008

Blip.fm
setembro 29, 2008

Depois da preguiiiiiiça que eu tomei do Plurk (ficar dando “bom dia” e “estou indo pra casa da Fulana” é muito coisa de Doug), e da falta de vontande de Twitter, que pra mim é praticamente a mesma coisa, achei alguma coisa que funciona como esse “querido diário” que ta virando febre. Porém, meu novo brinquedo tem uma pitada de diversão mais interessante do que ficar falando da vida alheia própria. Já viu esse iconezinho aqui?

Pois é cara! Essa simpatia aí é praticamente um Twitter, mas o grande lance é postar músicas. E detalhe: Ele é linkado com o Lastfm. Ou seja, as músicas ouvidas no Blip são registradas no seu Last, e você pode postar músicas da sua lista do Last, no Blip. Num é bacana isso? Vou encarar essa porque né? Onde tem música, tem Luciano.. É quase um clico vicioso.

CLARO que daqui a alguns dias isso também vai virar modinha, ai vai ser hora do povo usar ele pra falar de alguém, pra subir no palco ou qualquer coisa do tipo. Coisas desse mundo digital. Mas até lá, a gente pode se divertir com isso. Achei bem legal! Rola de postar músicas e falar sobre ela, algo que remeta a ela e/ou, como um usuário que achei, fazer quase que um Blip de atualidades, curiosidades e tals. Não tenho a nerdice em tal nível (aliás, quem é nerd aqui?), mas estou super disposto a encarar essa belezinha. E óh, como não é novidade nenhuma, prepare-se! Esse trem vicia DEMAIS DA CONTA. Da vontade de postar 8912 músicas por dia, sem contar que todas as faixas encontradas, são completas. Aeeeee…

Blip Duo – Esse é o meu.

Diesel
setembro 28, 2008

E o mercado publicitário, mais uma vez sentiu a força da inteligência associada àquilo que só a criatividade maconha consegue atribuir. Uma montagem com filmes pornôs, tirou de cena a putaria proibida para menores e trouxe o humor de volta para as telas, assim como bons publicitários sabem fazer.

kkkkkkkkkkkkkk… Fala que isso num ficou foda?!

São Paulo ou Belo Horizonte?
setembro 25, 2008

Maaaais uma vez o desespero toma conta de mim. Aliás, se continuar nesse ritmo, daqui a pouco to pagando de hippie e enfiando a cabeça no chafariz mais próximo (Praça da Liberdade). O fato é que eu acompanhei por dias e dias tudo o que rolou na produção do Skol Beats desse ano, me programei e sonhei por noites e noites com esse tão aclamado final de semana. Fiz planos, arrumei Van, casa de graça, meus amigos de SP me esperam e o que deu isso tudo? Meus amigos de BH furaram, a van eu já desisti, a casa tá me esperando, os amigos de SP não atendem o telefone e lá se vai a chance de ver Digitalism e Justice de perto. COMASSIIIIIIM? (Nesse momento Luciano olha para o horizonte e pensa: “vou ou não vou?)

Okeey okey! Me veio a doidera seguinte: “Vou fazer igual quando conheci o ex de lá. Conta todas as moedas, arruma a mochila e booooooora pra rodoviária? Tem casa lá mesmo, eu sei andar mais ou menos. Se não sabe, pergunta. Demoro! Eu vou!” Aí a maturidade Ê responsabilidade (aka pobreza) grita desesperadamente, e eu lembro: “Luciano! Você vai trabalhar no Sábado. Vai tocar na BOOMCHIC.” Até aí poderia ser tudo negociável, se nesse meu momento, eu não estivesse mais precisando de ganhar grana do que gastar. Assim como o Skol te chama, o banco te espera. Ooooooooh fuck!

Mas ALÔW! Será o “Last Live” do Justice cara! Meu Deeeeeeeus… meu Deeeeus… Correr pra rodoviária ou ficar por aqui?

São esses momentos desesperadores e frenéticos que vão me fazer para no hospital um dia. Guarda isso! Aaaaaaaaai carai…

Eu só queria entender porque eu gosto tanto de São Paulo e porque tooodas as vezes que eu vou pra lá é sempre uma coisa de última hora? Quequié que acontece?

Concurso SEBRAE
setembro 25, 2008

 

De designer para designer, aí fica a dica pra quem gosta e quer mostrar o que faz. Dá uma olhada porque isso pode ser o primeiro passo para o reconhecimento. Posso dizer que a experiência em concursos são sempre válidas (não citando a chatice de tantos documentos). Tá tá tá.. Nem participei de tantos assim e os poucos foram de níveis nacionais. Mas é sim uma coisa legal. Ao menos, pra quem ainda não trabalha, é uma forema de aprender na marra como se faz uma ficha técnica. Acho doido! Segue o link:

1º Prêmio SEBRAE Minas Design

Gudi Lóc!

Adolescente – O Retorno
setembro 24, 2008

Nã… nã.. nãnã… nãaaaaao! Peraí! Deixa eu processar a informação: OFFSPRING NO POP ROCK BRASIL? EM BH? ALÔÔÔW! Como fazem uma coisa dessas com a gente? E o mais legal, “do lado” da minha casa. Deixa eu explicar: O evento é esse:

A banda que tem um registro IMPORTANTÍSSIMO na minha adolescência é essa:

Agora ow! Junta tudo isso e acrescenta que,se for rolar no Mineirão como de costume, é a minutos da minha casa. JesusMariaJosé! De boa que eu faço até questão de me vestir de fantasia do capeta como na época só pra nostalgia ser completa. (Mintira) Cara, isso é muito foda! Quem não se lembra de clássicas como Pretty Fly (For A White Guy), Original Prankster, Hit That (um pouco mais recente) e de clipes clássicos como:

Nossasenhora! Já tenho até medo da crise de pirralho que vou dar, quando tiver em frente a um show desses caras e na ausência de voz do outro dia. Tudo bem que no meio desse grande evento a gente é obrigado a aguentar NX Zero, Charlie Brown Jr e alguns pop rocks afins, mas né? Offspring…

E mais! De brinde, vai rolar até uma outra atração joinha:

Tá! Maroon 5 é uma banda que eu não gosto mas também não odeio. A gente releva o fato desse cara ter uma vozinha de bichinha passiva (chega aí fih!) e faço questão de ir lá pra frente só pra ver essa viada… ops! Eaah… ver um homem desse de perto. Ow! Bunidimais. Né? Carinha de bom menino que deixa a gente fazer o que quiser, como que não vai prestigiar? Preciso saber se ele existe mesmo pô! Vou pagar de vadia (oi?) e ficar gritando lá na frente: “Adaaaam.. i love u!”

huahuahuahuahuahuaha… Mentira gente! que iiiiiisso.. eu? nã nã não..

Agora é sério. Dia 8 e 9 de Novembro aqui em BH, Pop Rock Brasil 2008. Offspring minha gente! Eu disse OOOFFSPRING! Por eles, vale a pena até pagar peitinho pra Pitty. E digo mais: Se esse buato de que o Pop Rock foi mesmo cancelado, eu vou chorar tá?!

E tenho medo!
setembro 24, 2008

Tem pessoas que a gente reencontra e fica surpreso em ver como o tempo fez bem pra ela né? Em contrapartida, tem outras que eu moooooooorro de medo.

peeeega.. peeeeeega…
setembro 22, 2008

Quequié que ta acontecendo com o mundo? Primeiro você lê uma notícia dessa:

Logo em seguida, no mesmo site você se depara com a seguinte:

O que pensar?

Centenas de loucas sem grana, tuuuudo doida pra viver “eternamente” (lê-se 2 anos no máximo) com os belos amados, e outras aos 20 anos de idade já tem ataque de loucura e atira porta retrado no marido porque o cara não quis lavar a louça. O mais legal, a Mulher-Ninja sai correndo atrás do cara com uma espada. É isso mesmo meu caro, ES-PA-DA!

Geeeeente gente.. Vamos começar a frequentar igrejas antes do casamento poxa. Ou no mínimo, não sair catando namorados em qualquer esquina. Sei que o desespero está geral, que achar alguém legal hoje em dia é uma lástima, mas ow, peraí né? Acho que ao menos no começo do casamento, facas, guilhotinas, espadas, tanques de guerra, fuzil e qualquer tipo de decoração peculiar no gênero, deveria ser proibido. Ou então, o casamento vai acabar virando o motivo da 3º guerra mundial.

Ta duvidando? Pergunte pressaí… 

Teste de cores
setembro 19, 2008

Agora é a hora para aqueles que se julgam expert em cores, saber se o “olho clínico” existe mesmo. Me indicaram um teste muito bacana, onde o objetivo é você montar a escala de cores corretamente, com as variações dos tons de uma cor até a outra. Eu nem vou contar minha nota porque esse é o tipo de brincadeira que não tem graça pras pessoas daltônicas (e num ri não, carai!), mas pra quem trabalha com cores, acho bem válido. Dá um clique aí e faça o teste.

Tá bom… tá bom! Pra dizer a verdade, eu nem fiz o teste ainda. Mas vou fazer e posto minha nota. (medo!)

Então podemos recomeçar
setembro 19, 2008

Demorou, mas aquele final que era o mais provável, enfim aconteceu. O turbilhão de objecções, descontroles, perguntas sem respostas e momentos confusos, tudo tomou seu rumo e o cotidiano conforme à regra comum, resolveu se mostrar. Todos agora estão sorrindo, todos estão felizes, suas vidas nos trilhos e o caminho parece livre. Pássaros querendo voar, corações tranquilos e a cena volta a ser bem mais completa com tantos sorrisos ao redor. Amores que se transformaram, amigos que se perderam, pessoas se apaixonando, gente se confundido, mas tudo parece estar bem e feliz. Eu, aqui de longe, fico realmente feliz em ver como as coisas acabaram bem para todos eles.

Como era o esperando, aqui estou. Assim porque quero, mas com a mesma sensação de 3 anos atrás. O coração do jeito que eu esperava, sentimentos do jeito que eu esperava, solitudine do jeito que eu esperava. Talvez não seja o momento mais feliz de todos, mas foi melhor assim. Sempre fico feliz em ver pessoas felizes e isso tudo já é mais que suficiente. Os que gosto estão focados, os que amo estão crescendo, os que não sinto nada estão bem. Ok ok ok! Agora tá na hora do Lu tomar seu rumo e tirar forças nesses momentos, pra conseguir fazer parte desse grupo (não necessariamente dos mesmo) de pessoas “para sempre felizes”, Como sempre tentei ser. Mas como sempre, um passo de cada vez. Se tiver que chorar, choro; se tiver que me esconder, escondo, mas é hora de começar a tomar rumos diferentes e tentar dar um adeus definitivo para traumas, lembranças e medos. Em algum momento eu consiguirei e deixarei de ser covarde a ponto de encontrar aquilo que todo coração procura. Até que esse dia chegue e para que a caminhada dure um pouco menos, hora de tirar a carteira do bolso e voltar a visitar um velha amiga. Telefone? Agenda?

“tuuuu… tuuuu… tuuuu… Dra……”

– Alô?! É o Luciano. Tudo bem? Lembra de mim?

– Geeeeente. Quem é vivo sempre aparece. Como você está querido? Você sumiu…

– Quero te contar. Tem um horário aí pra mim?…

Coisas de meninas
setembro 18, 2008

Eu nunca postei trabalhos meus por aqui, mas hoje resolvi dar as caras.

A cliente desse projeto, trabalha com peças artesanais tipo colares, botons, bolsas e é um trabalho praticado como hobbie. Ela me passou no briefing, que queria representar essa “coisinhas de meninas”. Dito isso, eu já sabia até onde buscar minhas referências. Como eu já conhecia o trabalho de perto, não achei necessário muita informação para desenvolver o projeto. Na nossa conversa eu já tive uma idéia, me apeguei a ela e no primeiro estudo a cliente já aprovou a marca. Fiz alguns estudos de cores e acredito ter conseguido um resultado “fofinho”, como o esperado.

Até eu que não sou o maior fã dos meus trabalhos, achei o resultado bem simpático. Áh, vale lembrar que a personagem é uma caricatura da cliente, e acreditem, ficou muito parecido.

Cliente: Sofia Bacana (Daniella Libâncio)